Opinião Final do SCCS sobre o Salicilato de Metilo
O Salicilato de Metilo (Methyl Salicylate) é utilizado em diversas formulações de fragrâncias e como aromatizante e calmante em produtos de higiene oral. Um parecer do RAC (2019) recomendou uma classificação como “Tóxico para a reprodução de categoria 2” e “Sensibilizante cutâneo de categoria 1B” e, consequentemente, a Comissão Europeia solicitou que o SCCS realizasse uma avaliação de segurança deste ingrediente.
Liliana Teles

Liliana Teles

SALICILATO DE METILO

O Salicilato de Metilo (Methyl Salicylate, nome INCI: methyl 2-hydroxybenzoate) é o éster de álcool metílico e ácido salicílico. De acordo com diversos estudos, o ácido salicílico é o principal produto metabólico do Salicilato de Metilo por hidrólise.

Em cosméticos e produtos de higiene pessoal, o Salicilato de Metilo é utilizado como desnaturante, aromatizante, higiene oral, agente perfumante e calmante. É utilizado como ingrediente em diversas misturas de fragrâncias e como aromatizante e calmante em produtos de higiene oral. O Salicilato de Metilo não se encontra atualmente incluído nos anexos do Regulamento Europeu de Cosméticos (nº 1223/2009), o que significa que o seu uso não tem restrições em produtos cosméticos.

Em 2019, o Comité Europeu de Avaliação de Risco (RAC – European Risk Assessment Committee) da Agência Europeia de Produtos Químicos (ECHA – European Chemicals Agency) emitiu um parecer sobre o Salicilato de Metilo, recomendando uma classificação como “Tóxico para a reprodução da categoria 2” e “Sensibilizante cutâneo da categoria 1B” para este ingrediente, com base numa comparação com os dados disponíveis sobre o ácido salicílico. Na sequência do parecer do RAC, é esperada uma alteração ao Anexo VI do Regulamento CLP (Regulamento (CE) 1272/2008 relativo à classificação, rotulagem e embalagem de substâncias e misturas).

De acordo com o Regulamento de Cosméticos da UE, o uso de substâncias classificadas como CMR (cancerígenas, mutagénicas ou tóxicas para a reprodução) deve ser proibido em produtos cosméticos, a menos que, a excepcionalmente, condições específicas sejam cumpridas. Uma substância CMR classificada na categoria 2 poderá ser utilizada em produtos cosméticos se a mesma fori avaliada pelo Comité Científico de Segurança do Consumidor da Comissão Europeia (SCCS – Scientific Committee on Consumer Safety) e considerada segura para utilização em produtos cosméticos.

Considerando a opinião do RAC e a classificação esperada do Salicilato de Metilo como “Tóxico para a reprodução, categoria 2”, um dossiê foi enviado pela Cosmetics Europe para apoiar a segurança do Salicilato de Metilo. A Comissão solicitou ao SCCS a realização de uma avaliação de segurança do ingrediente, tendo em conta o dossiê apresentado e também a concentração máxima deste ingrediente que é utilizada nas diferentes categorias de produtos cosméticos.

OPINIÃO FINAL DO SCCS SOBRE O SALICILATO DE METILO

No mês passado, o SCCS emitiu o seu parecer final sobre o Salicilato de Metilo. Este ingrediente deve ser considerado um sensibilizante fraco cutâneo (em humanos) e irritante para os olhos.

O SCCS concluiu que o Salicilato de Metilo é considerado seguro quando usado em cosméticos até à concentração máxima fornecida no dossiê apresentado (apresentada na tabela abaixo).

O SCCS também expressou algumas preocupações relativamente ao uso deste ingrediente em cosméticos. Como o Salicilato de Metilo pode ser usado em produtos de consumo que não sejam cosméticos (por exemplo, produtos de limpeza doméstica, produtos de tratamento do ar, biocidas, ceras, etc.), pode aumentar a dose de exposição sistémica com a possibilidade de exceder o nível considerado seguro. Além disso, o Salicilato de Metilo é metabolizado em ácido salícilico (também classificado como tóxico para a reprodução, usado em cosméticos e considerado seguro nas condições estabelecidas no parecer SCCS/1601/18) no corpo e, portanto, a exposição combinada a produtos cosméticos que contenham os salicilatos podem aumentar a dose de exposição sistémica, com a possibilidade de exceder o nível seguro.

Como o óleo de wintergreen (gaultéria) pode conter até 99% de Salicilato de Metilo, o cálculo do teor de Salicilato de Metilo num cosmético deve considerar qualquer fração proveniente deste óleo.

Se desejar obter mais informações sobre a segurança de ingredientes cosméticos, não hesite em contatar-nos através de info@criticalcatalyst.com.

Referências:

  1. Regulation (EC) No 1223/2009 of the European Parliament and of the Council of 30 November 2009 on cosmetic products.
  2. Scientific Committee on Consumer Safety (SCCS). Opinion on Methyl salicylate (methyl 2-hydroxybenzoate). SCCS/1633/21. 2021
  3. Scientific Committee on Consumer Safety (SCCS). Opinion on Salicylic acid (CAS 69-72-7). Submission I. SCCS/1601/18. 2019

further
reading

notícias e atualidade

A Pessoa Responsável na UE

Na União Europeia, apenas produtos cosméticos para os quais uma Pessoa Responsável é designada na UE podem ser colocados neste mercado. A Pessoa Responsável deve garantir a total conformidade com o Regulamento Europeu relativo aos Produtos Cosméticos.

Read More »
notícias e atualidade

Lei Francesa Anti-Resíduos

A Loi relative à la lute contre le gaspillage et a l’économie circulaire (Lei Anti-resíduos para uma economia circular) entrou oficialmente em vigor na França em 2020. Alguns requisitos desta lei tornaram-se obrigatórios no início do presente ano, como o logotipo Triman. A lei prevê a proibição de todos os plásticos de uso único até 2040.

Read More »
notícias e atualidade

Opinião Preliminar do SCCS Sobre o 4-MBC

Em 2019, a Comissão Europeia estabeleceu duas listas de ingredientes suspeitos de terem propriedades desreguladoras do sistema endócrino. Como o 4-MBC (filtro UV) foi incluído no grupo de maior prioridade, a Comissão Europeia solicitou ao SCCS que realizasse uma avaliação de segurança deste ingrediente. Foi publicada a versão preliminar do parecer solicitado.

Read More »
notícias e atualidade

Revisão da Opinião do SCCS Sobre a Vitamina A

O SCCS publicou a versão preliminar da revisão do seu parecer científico sobre a Vitamina A (retinol, palmitato de retinil e acetato de retinil). O prazo para comentários foi fixado a 7 de fevereiro de 2022.

Read More »
notícias e atualidade

Restrição de Octocrileno em Produtos Cosméticos Colocados na União Europeia

Em 2019, a Comissão Europeia estabeleceu uma lista prioritária de potenciais desreguladores endócrinos. O Octocrileno era um dos ingredientes dessa lista e o SCCS foi solicitado a avaliar a sua segurança. O Regulamento Europeu de Cosméticos será alterado de acordo com as conclusões do SCCS expressas na sua avaliação.

Read More »
Health Canada Cosmetics
notícias e atualidade

Regulamentação de Produtos Cosméticos no Canadá

Os cosméticos disponibilizados no mercado do Canadá são regulados pela Health Canada e têm que estar em conformidade com a Food and Drugs Act, a Cosmetic Regulation e a Consumer Packaging and Labeling Act. Todos os produtos cosméticos devem ser seguros e não devem representar nenhum risco para o consumidor, devendo ser fabricados, preparados, conservados, embalados e armazenados em condições sanitárias.

Read More »