A Comissão Europeia Propõe uma Implementação Progressiva do Novo Regulamento Relativo aos Dispositivos Médicos de Diagnóstico In Vitro (IVDR)
A Comissão Europeia publicou uma proposta para prolongar as disposições transitórias para o novo Regulamento de Dispositivos Médicos para Diagnóstico In Vitro (IVDR) de forma a evitar interrupções na cadeia de abastecimento.

Os desafios sem precedentes resultantes da pandemia COVID-19 levaram a Comissão Europeia a apresentar uma proposta para estender as disposições transitórias para o novo Regulamento de Dispositivos Médicos para Diagnóstico In Vitro (IVDR).

Após a aprovação e adoção do Parlamento Europeu, o período de transição existente para dispositivos médicos de diagnóstico in vitro abrangidos por certificados de organismos notificados emitidos ao abrigo da Diretiva 98/79/CE deve ser prorrogado por 1 ano, até 26 de maio de 2025. Além disso, dispositivos para os quais a avaliação de conformidade, segundo os termos da Diretiva 98/79/CE, não exige o envolvimento de um organismo notificado e para o qual o procedimento de avaliação da conformidade nos termos do IVDR exige o envolvimento de um organismo notificado, poderão beneficiar de um período de carência.

A duração dos períodos de transição propostos depende do tipo de dispositivo: dispositivos de maior risco, como classes D e C, teriam um período de transição até maio de 2025 e 2026, enquanto os de menor risco, como dispositivos estéreis de classe B e A, teriam um período de transição até maio de 2027, da seguinte forma:

(a) 26 de maio de 2025 para dispositivos de classe D;
(b) 26 de maio de 2026 para dispositivos da classe C;
(c) 26 de maio de 2027 para dispositivos de classe B;
(d) 26 de maio de 2027 para os dispositivos da classe A colocados no mercado em estado estéril.

As alterações propostas não atrasarão a aplicação do IVDR a dispositivos médicos de diagnóstico in vitro com marcação CE que não requerem o envolvimento de um organismo notificado (ou seja, dispositivos não estéreis de classe A) e a ‘novos’ diagnósticos in vitro (ou seja, aqueles que não abrangidos por um certificado ou declaração de conformidade emitido ao abrigo da Directiva 98/79/CE). Para esses dispositivos, a aplicação integral do IVDR está prevista a partir de 26 de maio de 2022.

A proposta não altera quaisquer requisitos do IVDR, mas apenas altera as disposições transitórias de forma a permitir a implementação progressiva do IVDR. A data de aplicação permanece inalterada, portanto, os requisitos de fiscalização e Vigilância Pós-Mercado aplicam-se a partir de 26 de maio de 2022 para todos os dispositivos no mercado sob IVDD e IVDR.

Referências:

  • Proposal for a Regulation of the European Parliament and of the Council amending Regulation (EU) 2017/746 as regards transitional provisions for certain in vitro diagnostic medical devices and deferred application of requirements for in-house devices (14.10.2021)

further
reading

notícias e atualidade

Novo Límite de Formaldeído em Produtos Cosméticos

A Comissão Europeia publicou um projeto de regulamento para alterar o preâmbulo do Anexo V no que diz respeito ao limite para a rotulagem de substâncias que libertem formaldeído. Esta alteração resulta de um parecer científico publicado pelo SCCS concluindo que o limite atual não protege suficientemente os consumidores sensibilizados pelo formaldeído.

Read More »
notícias e atualidade

Nova Restrição ao Uso de Benzofenona-3 em Produtos Cosméticos

A Benzofenona-3 foi incluida na lista prioritária de potenciais disruptores endócrinos estabelecida pela Comissão Europeia em 2019. O SCCS foi solicitado a avaliar a segurança deste ingrediente e o Regulamento Europeu de Cosméticos será alterado de acordo com as conclusões da avaliação do Comité.

Read More »
endocrine disruptors
notícias e atualidade

Comissão Europeia Solicita Dados sobre Ingredientes com Potenciais Propriedades de Desregulação Endócrina

As substâncias classificadas como desreguladores endócrinos são compostos que podem alterar o funcionamento do sistema endócrino e afetar negativamente a saúde de humanos e animais. Em 2019, a Comissão Europeia estabeleceu duas listas de ingredientes suspeitos de terem propriedades desreguladoras do sistema endócrino. Mais recentemente, a Comissão publicou um pedido de dados para 10 ingredientes que foram incluídos no grupo de baixa prioridade (Grupo B) para que o SCCS pudesse avaliar a sua segurança.

Read More »
dispositivos médicos

Atualização do Estado da EUDAMED – 2021

O desenvolvimento e implementação da EUDAMED está em andamento. Nesta fase é fundamental seguir o plano de implementação e familiarizar-se com as informações armazenadas nos módulos da base de dados para que seja garantir o seu cumprimento regulamentar pelos operadores económicos no mercado da UE.

Read More »
notícias e atualidade

Estratégia para a Sustentabilidade dos Produtos Químicos da UE

A Estratégia para a Sustentabilidade dos Produtos Químicos foi recentement publicada pela União Europeia. Esta estratégia faz parte do Pacto Ecológico Europeu, que visa um ambiente livre de substâncias tóxicas que conduza à poluição zero. A iniciative propõe uma nova alteração legislative ao Regulamento dos Produtos Cosméticos da UE. A simplificação e digitalização dos requisitos de rotulagem e a revisão da definição de nanomaterial são dois dos objetivos desta estratégia.

Read More »
notícias e atualidade

Nanotecnologia em Produtos Solares

Os nanomateriais são cada vez mais utilizaos ​​em produtos cosméticos. Estes ingredientes são semelhantes a outros químicos/substâncias. Contudo, existem riscos específicos associados à sua utilização. Atualmente, existem 4 nanomateriais aprovados na UE para uso como filtros UV em produtos cosméticos.

Read More »
notícias e atualidade

Posso Utilizar o Butylphenyl Methylpropional em Produtos Cosméticos?

O Butylphenyl Methylpropional, também conhecido como Lilial, é um ingrediente (contido em fragrâncias) que tem sido usado há vários anos em diversos produtos cosméticos e não cosméticos. No entanto, foram expressas algumas preocupações em relação ao uso deste ingrediente e dos seus riscos para os consumidores. Em virtude das alterações introduzidas ao Regulamento CLP em 2020, o uso de Butylphenyl Methylpropional será proibido em produtos cosméticos a partir de 1 de março de 2022.

Read More »
notícias e atualidade

Como São Regulados os Produtos Cosméticos nos Emirados Árabes Unidos?

Os Emirados Árabes Unidos são um mercado emergente para a indústria cosmética. Os cosméticos disponibilizados nos EAU devem cumprir com os requisitos de saúde e segurança estabelecidos na legislação dos Emirados Árabes Unidos. De uma forma geral, o processo de importação de um produto cosmético da União Europeia para o mercado dos Emirados Árabes Unidos pode ser bastante expedito uma vez que os EAU alinharam vários dos seus requisitos com o Regulamento Cosmético Europeu.

Read More »