Estratégia para a Sustentabilidade dos Produtos Químicos da UE
A Estratégia para a Sustentabilidade dos Produtos Químicos foi recentement publicada pela União Europeia. Esta estratégia faz parte do Pacto Ecológico Europeu, que visa um ambiente livre de substâncias tóxicas que conduza à poluição zero. A iniciative propõe uma nova alteração legislative ao Regulamento dos Produtos Cosméticos da UE. A simplificação e digitalização dos requisitos de rotulagem e a revisão da definição de nanomaterial são dois dos objetivos desta estratégia.

RUMO A UM AMBIENTE LIVRE DE SUBTÂNCIAS TÓXICAS

O Pacto Ecológico Europeu (Green Deal) estabelece uma grande ambição por um ambiente livre de substâncias tóxicas que conduza à poluição zero. Adotada em 14 de outubro de 2020, a Estratégia para a Sustentabilidade dos Produtos Químicos (Chemicals Strategy for Sustainability (CSS)) da União Europeia (UE) descreve a estratégia da Comissão para o uso sustentável e seguro de produtos químicos. Esta iniciativa faz parte do Pacto Ecológico e tem como objetivo melhorar a proteção da saúde humana e do ambiente, ao mesmo tempo que estimula a inovação no domínio dos produtos químicos seguros e sustentáveis.

O foco desta iniciativa são os produtos cosméticos, com especial enfoque em várias ações e potenciais medidas para melhorar a eficiência e eficácia das regras atuais sobre estes produtos. Consequentemente, esta estratégia afetará o Regulamento de Cosméticos da UE (Regulamento (CE) No 1223/2009 relativo aos produtos cosméticos). O CSS inclui o compromisso institucional da Comissão de apresentar uma nova proposta legislativa para alterar o Regulamento dos Produtos Cosméticos da UE.

O Regulamento de Cosméticos será submetido a uma revisão direcionada, juntamente com outra legislação relativa a produtos químicos, incluindo o Regulamento REACH e o Regulamento CLP. Um período de feedback para esta proposta de regulamento foi estabelecido de 4 de outubro a 1 de novembro de 2021. O feedback será considerado para posterior desenvolvimento e aperfeiçoamento da iniciativa. Um relatório de síntese será desenvolvido pela Comissão, resumindo as contribuições recebidas e explicando como as contribuições serão tomadas em consideração e porque certas sugestões não puderam ser consideradas.

ABORDAGEM E OBJETIVOS DA ESTRATÉGIA PARA A SUSTENTABILIDADE DOS PRODUTOS QUÍMICOS (CSS)

De acordo com o Regulamento Cosmético Europeu, substâncias classificadas como CMR (cancerígenas, mutagénicas ou tóxicas para a reprodução) são proibidas em produtos cosméticos (com exceções, sob condições estritas). No entanto, existem outros produtos químicos prejudiciais que podem representar riscos semelhantes para os consumidores e profissionais. A exposição simultânea a vários produtos químicos (de cosméticos e de outras fontes) também pode ter efeitos prejudiciais ao meio ambiente e aos seres humanos. Este problema não está atualmente coberto pelos requisitos do Regulamento Cosmético. Este regulamento ainda não está alinhado com as abordagens anunciadas pela CSS, para implementar a abordagem genérica à gestão de riscos e o conceito de utilizações essenciais destinadas a abordar esses riscos. Portanto, um dos principais objetivos da iniciativa é estender a abordagem genérica à gestão de risco para garantir que os produtos cosméticos não contêm produtos químicos que:

  • causam cancro, mutações genéticas ou que afetam o sistema reprodutivo ou endócrino (CMRs);
  • afetam o sistema imunológico, neurológico ou respiratório;
  • são persistentes ou bioacumuláveis;
  • são tóxicos para um órgão específico.


A extensão das disposições existentes e modificadas que restringem os CMRs (Artigo 15 do Regulamento) será analisada, os critérios de exceções e os processos serão revistos ​​e as disposições para ter em conta os efeitos da combinação serão introduzidas.

O Comité Científico de Segurança do Consumidor (Scientific Committee on Consumer Safety – SCCS) da Comissão Europeia é responsável por realizar as avaliações de risco de substâncias presentes em cosméticos. A CSS deseja reatribuir as avaliações de substâncias também usadas em cosméticos para outras agências da UE (por exemplo, ECHA, novo grupo de trabalho do RAC, outro comité independente, etc.). A abordagem CSS “One Substance, One Assessment” visa uma melhor eficácia, eficiência e coerência das avaliações de segurança, utilizando os melhores conhecimentos e recursos disponíveis nas agências.

Esta iniciativa considera que a legislação da UE relativa aos produtos químicos deve utilizar uma terminologia coerente no que diz respeito à definição de nanomaterial e que esta definição deve ser revista e alinhada com o resultado da revisão abrangente (Revisão da Recomendação 2011/696/UE) em curso no contexto da CSS.

A simplificação e digitalização dos requisitos de rotulagem de produtos químicos também é considerada pela iniciativa CSS, com o objetivo de melhorar a comunicação de informações essenciais sobre estas substâncias. O uso de ferramentas digitais para rótulos de produtos é uma opção.

Se desejar obter mais informações sobre este assunto e as implicações desta iniciativa da UE, não hesite em contactar-nos através de info@criticalcatalyst.com.

Referências:

  1. Regulation (EC) No 1223/2009 of the European Parliament and of the Council of 30 November 2009 on cosmetic products.
  2. Inception Impact Assessment. EU Chemicals Strategy for Sustainability – Revision of the Cosmetic Products Regulation. European Commission. 04/10/2021.
  3. Review of the Recommendation 2011/696/EU – Stakeholder consultation.  European Commission. Available from: https://ec.europa.eu/environment/chemicals/nanotech/review_en.htm

further
reading

notícias e atualidade

Novo Límite de Formaldeído em Produtos Cosméticos

A Comissão Europeia publicou um projeto de regulamento para alterar o preâmbulo do Anexo V no que diz respeito ao limite para a rotulagem de substâncias que libertem formaldeído. Esta alteração resulta de um parecer científico publicado pelo SCCS concluindo que o limite atual não protege suficientemente os consumidores sensibilizados pelo formaldeído.

Read More »
notícias e atualidade

Nova Restrição ao Uso de Benzofenona-3 em Produtos Cosméticos

A Benzofenona-3 foi incluida na lista prioritária de potenciais disruptores endócrinos estabelecida pela Comissão Europeia em 2019. O SCCS foi solicitado a avaliar a segurança deste ingrediente e o Regulamento Europeu de Cosméticos será alterado de acordo com as conclusões da avaliação do Comité.

Read More »
endocrine disruptors
notícias e atualidade

Comissão Europeia Solicita Dados sobre Ingredientes com Potenciais Propriedades de Desregulação Endócrina

As substâncias classificadas como desreguladores endócrinos são compostos que podem alterar o funcionamento do sistema endócrino e afetar negativamente a saúde de humanos e animais. Em 2019, a Comissão Europeia estabeleceu duas listas de ingredientes suspeitos de terem propriedades desreguladoras do sistema endócrino. Mais recentemente, a Comissão publicou um pedido de dados para 10 ingredientes que foram incluídos no grupo de baixa prioridade (Grupo B) para que o SCCS pudesse avaliar a sua segurança.

Read More »
dispositivos médicos

Atualização do Estado da EUDAMED – 2021

O desenvolvimento e implementação da EUDAMED está em andamento. Nesta fase é fundamental seguir o plano de implementação e familiarizar-se com as informações armazenadas nos módulos da base de dados para que seja garantir o seu cumprimento regulamentar pelos operadores económicos no mercado da UE.

Read More »
notícias e atualidade

Estratégia para a Sustentabilidade dos Produtos Químicos da UE

A Estratégia para a Sustentabilidade dos Produtos Químicos foi recentement publicada pela União Europeia. Esta estratégia faz parte do Pacto Ecológico Europeu, que visa um ambiente livre de substâncias tóxicas que conduza à poluição zero. A iniciative propõe uma nova alteração legislative ao Regulamento dos Produtos Cosméticos da UE. A simplificação e digitalização dos requisitos de rotulagem e a revisão da definição de nanomaterial são dois dos objetivos desta estratégia.

Read More »
notícias e atualidade

Nanotecnologia em Produtos Solares

Os nanomateriais são cada vez mais utilizaos ​​em produtos cosméticos. Estes ingredientes são semelhantes a outros químicos/substâncias. Contudo, existem riscos específicos associados à sua utilização. Atualmente, existem 4 nanomateriais aprovados na UE para uso como filtros UV em produtos cosméticos.

Read More »
notícias e atualidade

Posso Utilizar o Butylphenyl Methylpropional em Produtos Cosméticos?

O Butylphenyl Methylpropional, também conhecido como Lilial, é um ingrediente (contido em fragrâncias) que tem sido usado há vários anos em diversos produtos cosméticos e não cosméticos. No entanto, foram expressas algumas preocupações em relação ao uso deste ingrediente e dos seus riscos para os consumidores. Em virtude das alterações introduzidas ao Regulamento CLP em 2020, o uso de Butylphenyl Methylpropional será proibido em produtos cosméticos a partir de 1 de março de 2022.

Read More »
notícias e atualidade

Como São Regulados os Produtos Cosméticos nos Emirados Árabes Unidos?

Os Emirados Árabes Unidos são um mercado emergente para a indústria cosmética. Os cosméticos disponibilizados nos EAU devem cumprir com os requisitos de saúde e segurança estabelecidos na legislação dos Emirados Árabes Unidos. De uma forma geral, o processo de importação de um produto cosmético da União Europeia para o mercado dos Emirados Árabes Unidos pode ser bastante expedito uma vez que os EAU alinharam vários dos seus requisitos com o Regulamento Cosmético Europeu.

Read More »