Critérios de Atribuição do Rótulo Ecológico da UE Estendidos a Todos os Produtos Cosméticos
O Rótulo Ecológico da UE é concedido a produtos e serviços que atendem a elevados padrões ambientais ao longo de todo o seu ciclo de vida. A Comissão Europeia publicou a Decisão (UE) 2021/1870, revendo os critérios de atribuição do rótulo ecológico (Ecolabel) da UE a produtos enxaguáveis e alargando o seu âmbito a outros produtos cosméticos e produtos de higiene animal.
Marta Pinto

Marta Pinto

Consultora Assuntos Regulamentares

RÓTULO ECOLÓGICO DA UE

O rótulo ecológico da UE (EU Ecolabel) pode ser descrito como um rótulo de excelência ambiental. O Regulamento (CE) n.º 66/2010 estabelece o sistema voluntário de rótulo ecológico da UE e respetivas regras de aplicação.

De acordo com a Comissão Europeia, o rótulo ecológico da UE “promove a economia circular ao encorajar os produtores a gerar menos resíduos e CO2 durante o processo de fabrico“. Produtores, importadores e distribuidores podem solicitar este rótulo, desenvolvendo produtos duradouros, fáceis de reparar e reciclar.

Os produtos têm que cumprir um conjunto rigoroso de critérios para se poderem qualificar para o rótulo ecológico da UE. Os critérios e atribuição do rótulo ecológico da UE baseiam-se no desempenho ambiental dos produtos, tendo em conta os objetivos estratégicos mais recentes da Comunidade no domínio do ambiente. Estes critérios são definidos por um painel de especialistas de várias partes interessadas (incluindo organizações de consumidores e indústria), considerando todo o ciclo de vida do produto. Isto significa que este rótulo é concedido a produtos e serviços que atendem a elevados padrões ambientais ao longo de seu ciclo de vida: desde a extração das matéria-primas até à produção, distribuição, utilização e eliminação/reciclagem.

O Comité do Rótulo Ecológico da União Europeia (CREUE), composto pelos representates dos organismos competentes de todos os Estados-Membros, contribui para a elaboração e revisão dos critérios de atribuição do rótulo ecológico da UE.

Os organismos competentes, que são organizações independentes e imparciais designadas pelos estados do Espaço Económico Europeu (EEE), são responsáveis ​​pela implementação do sistema de rótulo ecológico da UE a nível nacional. Estes avaliam os pedidos e atribuem o rótulo ecológico da UE aos produtos que atendem aos critérios definidos para eles.

TODOS OS PRODUTOS COSMÉTICOS PODEM AGORA PEDIR O RÓTULO ECOLÓGICO DA UE

A Comissão Europeia publicou a Decisão (UE) 2021/1870, revendo os critérios de atribuição do rótulo ecológico da UE a produtos enxaguáveis e alargando o seu âmbito a outros produtos cosméticos abrangidos pelo Regulamento Cosmético Europeu (Regulamento (CE) N.º 1223/2009) e produtos de higiene animal. Até agora, apenas produtos cosméticos enxaguáveis (como gel de banho, champôs e condicionadores) poderiam submeter-se ao pedido de atribuição do rótulo ecológico da UE. Os critérios revistos (“grupo de produtos cosméticos”) incluem agora produtos enxaguáveis ​​e não enxaguáveis, tanto ​​para uso doméstico como para uso profissional, adotando a definição de “produto cosmético” estabelecida no Regulamento de Cosméticos da UE.

O objetivo da revisão dos critérios é promover produtos com impacton reduzido em termos de ecotoxicidade e biodegradabilidades, nos quais se admita a presença de substâncias perigosas unicamente em pequenas quantidades e que utilizem menos embalagens, podendo estas ser facilmente recicladas. Deve favorecer-se a utilização de matérias primas recicladas e de embalagens recarregáveis.

A Decisão da Comissão estabelece vários critérios rigorosos, incluindo requisitos para a biodegradabilidade de tensioativos e substâncias incorporadas orgânicas, substâncias excluídas e sujeitas a restrições (por exemplo, as substâncias classificadas como CMR pelo Regulamento CLP são totalmente proibidas), requisitos de embalagem primária, aprovisionamento sustentável de óleo de palma, de óleo de palmiste e de derivados desses óleos, e vários outros requisitos.

Quer saber mais sobre o rótulo ecológico da UE? Não hesite em contatar-nos em info@criticalcatalyst.com.

Referências:

  1. Regulation (EC) No 1223/2009 of the European Parliament and of the Council of 30 November 2009 on cosmetic products.
  2. Regulation (EC) No 66/2010 of the European Parliament and of the Council of 25 November 2009 on the EU Ecolabel.
  3. Commission Decision (EU) 2021/1870 of 22 October 2021 establishing the EU Ecolabel criteria for cosmetic products and animal care products.

further
reading

dispositivos médicos

Disponibilidade de Dispositivos Médicos na Europa após Implementação do RDM – Resultados do Questionário da Medtech Europe

A implementação do RDM é uma das prioridades para a indústria dos dispositivos médicos, que tem vindo a alocar recursos significativos para assegurar a conformidade com os novos requisitos. Apesar dos esforços, o setor permanece consideravelmente condicionado devido a uma implementação tardia e fragmentada do novo quadro regulamentar.

Read More »
dispositivos médicos

EUDAMED – práticas harmonizadas e soluções alternativas para o IVDR até a base de dados se encontrar completamente funcional

A EUDAMED é um dos aspetos essenciais da nova legislação dos dispositivos médicos de diagnóstico in vitro – Regulamento (UE) 2017/746. No entanto, espera-se que esteja completamente funcional apenas no segundo trimestre de 2024. Até lá, como será realizada a submissão e/ ou troca de informações entre fabricante, organismos notificados e autoridades competentes?

Read More »
dispositivos médicos

EUDAMED – atualização do cronograma de implementação

A EUDAMED é um dos aspetos fundamentais da nova legislação dos dispositivos médicos (Regulamento (UE) 2017/745) e dos dispositivos médicos de diagnóstico in vitro (Regulamento (UE) 2017/746), e é expectável que se encontre plenamente funcional no segundo trimestre de 2024.

Read More »
notícias e atualidade

UK OPSS solicita dados sobre seis ingredientes cosméticos

A 14 de julho de 2022, o Office for Product Safety and Standards (OPSS – o regulador do Reino Unido para produtos cosméticos) emitiu um pedido de dados sobre a segurança de seis ingredientes cosméticos para investigar quaisquer propriedades suspeitas de desregulação endócrina.

Read More »
notícias e atualidade

Notificação da Comissão Europeia à WTO Relativa à Alteração dos Anexos III e VI do Regulamento Relativo a Produtos Cosméticos

A Comissão Europeia notificou a World Trade Organization (WTO) de um projeto de alteração ao Regulamento (CE) N.º 1223/2009 relativo aos produtos cosméticos. São esperadas alterações aos Anexos III e VI do Regulamento, relativamente aos ingredientes: BHT, Acid Yellow 3; Resorcinol; HAA299; e Homosalate.

Read More »
notícias e atualidade

Recomendação da Comissão Europeia sobre a Definição de Nanomaterial

Os nanomateriais são cada vez mais utilizados ​​em produtos cosméticos. Estes ingredientes são semelhantes a outros químicos/substâncias. Contudo, existem riscos específicos associados à sua utilização. A Comissão Europeia publicou uma nova Recomendação com o objetivo de clarificar a definição de Nanomaterial. Esta definição pode servir diferentes objetivos políticos, legislativos e de investigação repeitantes a materiais ou questões relacionadas com produtos de nanotecnologias.

Read More »
notícias e atualidade

Novas Restrições ao Uso de Benzophenone-3 e Octocrylene como Filtros UV em Produtos Cosméticos

A 7 de julho, a Comissão Europeia publicou o Regulamento (UE) 2022/1176 da Comissão, que altera o Regulamento (CE) nº 1223/2009 no que diz respeito à utilização de determinados filtros para radiações ultravioletas em produtos cosméticos. A utilização de Octocrylene e Benzophenone-3 será limitada, tendo em conta os pareceres emitidos pelo CCSC.

Read More »
notícias e atualidade

Restrições Esperadas ao Uso de Salicilato de Metilo

A Comissão Europeia notificou a World Trade Organization (WTO) relativamente a de um projeto de alteração do Regulamento (CE) N.º 1223/2009 relativo aos produtos cosméticos. O Anexo III do Regulamento será alterado e o uso de Salicilato de Metilo em produtos cosméticos estará sujeito a restrições.

Read More »
notícias e atualidade

Rotulagem Ambiental de Produtos Cosméticos em Itália e França

Embora o Regulamento Europeu relativo aos Produtos Cosméticos seja aplicável a todos os produtos cosméticos disponibilizados no mercado da União Europeia, algumas legislações nacionais podem também ser aplicáveis. As legislações ambientais Italianas e Francesas especificam os requisitos obrigatórios de rotulagem ambiental aplicáveis ​​aos produtos comercializados nesses países.

Read More »